O cirurgião buco-maxilo-facial é um profissional da Odontologia que tem pós-graduação realizada em ambiente hospitalar, por um período que varia de dois a quatro anos de dedicação exclusiva. Por isso, conhece tudo sobre traumas de face e ossos do crânio.

Ele trata doenças e tumores da boca, corrige anomalias faciais como maxilar ou mandíbula muito grande, pequena ou desviada para os lados (assimetrias). Além disso, é ele quem cuida dos enxertos para reposição de osso perdido ou atrofiado na boca (maxilar e mandíbula), podendo também realizar implantes dentários. Está apto a tratar de casos mais complexos de reconstrução facial. Dores faciais (na ATM) e problemas de apnéia do sono também estão dentro da área de atuação do Cirurgião Buco-Maxilo-Facial.

Cirurgia de cistos maxilares

Cistos são lesões que acometem os maxilares, podendo ter origem dentária (como na maioria dos casos) ou não. São geralmente assintomáticos, sendo notados quando infectados ou atingem grandes proporções. O tratamento dos cistos maxilares é cirúrgico e varia de acordo com a sua classificação e extensão.

extracao-do-siso2

Dentes inclusos ou impactados

Um dente que não consegue ultrapassar totalmente o tecido gengival é denominado incluso. Geralmente isso acontece com os terceiros molares, também chamados de dentes do siso porque são os últimos a se desenvolver e erupcionar.

Problemas comuns estão associados aos dentes inclusos como edemas (inchaço), dor e infecção da gengiva adjacente (pericoronarite). Esses podem causar danos permanentes ao dente vizinho, a gengiva e tecido ósseo de suporte. Em alguns casos raros, podem desenvolver cistos ou tumores na maxila e mandíbula.

dentes-inclusos

Enxertos ósseos?

Sempre que um dente é perdido, o osso que se encontrava ao redor do dente é reabsorvido, esse processo de reaobsorção óssea ou atrofia, torna o osso progressivamente mais fino tornando a colocação do implante quase que impossível. Existem casos que estes dentes foram perdidos há muitos anos, o que torna necessário a realização de um procedimento para recriar o osso perdido, denominado de enxerto ósseo.

Os enxertos ósseos podem ser realizados com materiais artificiais, mas o enxerto que apresenta os melhores resutados é com o osso do próprio paciente que é obtido de outra região da boca. Pode ser feito em bloco ou fragmentado para elevar a membrana do seio maxilar (levantamento do seio maxilar). Em casos de grandes perdas ósseas utilizamos como área doadora o osso da bacia, chamado osso ilíaco, o que requer internação hospitalar. Esta técnica apesar de ser mais invasiva pode resolver muito bem problemas de pessoas que perderam seus dentes há muitos anos e não se acostumam com dentaduras.

enxertos-ósseos

Remoção do Freio Labial e Lingual (Frenectomia)

A frenectomia lingual está indicada para casos de anquiloglossia (língua presa), onde temos um comprometimento do correto aprendizado da fala e, em recém-nascidos, a amamentação. O freio labial superior aumentado pode atrapalhar o correto posicionamento dos incisivos centrais, sendo nesses casos indicada sua remoção.

cirurgia-ortognatica1

Freio Labial causando separação dentária (diastema).

Anquiloglossia-língua-presa

Anquiloglossia (língua presa).

telefone-instituto-do-sorriso

Mais Tratamentos

clareamento-dental

Clareamento Dental

O clareamento dental pode ser realizado basicamente de duas maneiras: num consultório dentário ou em tratamento caseiro, com a supervisão do cirurgião-dentista.